quarta-feira, 9 de março de 2011

The Secret of Kells, uma animação com várias camadas.


Brendan é um garotinho que vive na ilha de Kells, numa aldeia celta cercada por uma enorme muralha em cuja construção seu tio, o abade Cellach, trabalha incessantemente. Com a chegada de Aidan, um divertido velhinho foragido da Ilha de Iona, Brendan descobrirá a respeito de um livro (o livro de Kells, que existe de verdade, uma peça importante da cultura irlandesa) que ainda não foi terminado. Para concluí-lo, a contra-gosto de seu tio superprotetor, que o quer como seu sucessor, o garoto precisará enfrentar grandes perigos em busca de um cristal supostamente  mágico.

O que me conquistou de cara foi a arte, o traço, que é magnífico! Diferente e lindo! Mas o tesouro mesmo é a maneira como a mitologia celta é explorada (e acima de tudo interpretada, que fique bem claro) no filme. Lendas como a do espírito da menina-lobo, o demônio Crom Cruach são colocadas de maneira muito criativa e rica de interpretações (o monstro, principalmente). Quem já conhece um pouco sobre o folclore irlandês vai se divertir mais ainda.

Outro ponto alto, a música. Espetecular a maneira que Tomm Moore e sua turma conseguiram unir elementos de música céltica a melodias belíssimas. As letras (quando há) seguem essa linha estética simples que permeia
todo o filme e não ficam com cara de musical, algo comum nas animações Disney, por exemplo. Elas se encaixam na trama de forma mais natural, com uma natureza quase mântrica.

Achei fantástico o fato da animação ser um exemplo de como os mitos se criam. Uma análise subposta de como as sociedades se apegam ao inconcebível, ao desconhecido em busca de proteção de uma realidade palpavelmente medonha e grotesca - no caso de Kells, a invasão dos vikings, mostrados aqui como sombras bárbaras de comportamento quase animalesco. Visualmente, o filme é uma coisa quase poética. Além de ser, ele mesmo, um conto de como o livro teria sido criado - um mito que se justifica na explicação de outro, maior e mais abrangente.




O final, eu não achei muito recompensador, mas a experiência vale muito a pena. E além de tudo é um filme divertido. Não é muito pra crianças, mas é muito divertido.

Thumb up! :)

16 comentários:

  1. Queridão? Ler por amizade?
    Não!hahahahaha
    Leio por que é bom, tem qualidade, por que vc sabe do que está falando...
    Admiro a muito tempo o seu trabalho como músico, seus comentários nos tópicos sobre as nossas séries prediletas e sei que vc consegue discernir o que tem qualidade e por que, do que não tem...
    Além de ser um mimo de pessoa, né?
    Se vc indica este filme, é por que é muito bom e eu o assitirei, claro! Além de ficar ligada nas próximas dicas deste seu blog que acaba de nascer!
    Muita sorte, paz e felicidade!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns,Zitão!
    Já abriu com chave de ouro!


    Muito obrigada por nos presentear com esse espaço!Estavamos realmente precisando.É sempre muito bom saber o que você tem a nos dizer ,a nos ensinar,a compartilhar.Você tem conhecimento e propriedade pra falar do que quiser nesse vasto mundo das artes.


    Fico por aqui,ansiosa por outros posts e indicações(que certamente ,veremos juntos)rsrs!

    Um cheiro na alma,beijos no coração!

    ResponderExcluir
  3. Ivan...Esse talento todo que você transborda faz bem demais a mente desse Veloso veio aqui! abraço irmão!

    ResponderExcluir
  4. Mari, muito obrigado pelas palavras. :)
    Fico lisonjeado! Grande beijo! :*

    ResponderExcluir
  5. Mona, amorzão, obrigado! Muita bondade sua com os comentários - sou apenas um curioso.

    Te amo.

    ResponderExcluir
  6. Marça, muito obrigado, brother! :D

    ResponderExcluir
  7. ivan,eu sempre digo isso mas... ----> vc me surpreende cada vez mais!:D não só com sua música mas como pessoa, e diante de toda essa sua competencia,.. jah sei q eh coisa boa de certeza! abraço :)

    ResponderExcluir
  8. Po, valeu Victor! Quanta generosidade! Veja mesmo o filme!

    ResponderExcluir
  9. Que legal ter seu blog pra falar da arte cinematográfica, que é uma paixão internacional,:D
    Além de inteligente, muito curioso. Se sua intenção era estigar a curiosidade do leitor, você conseguiu. Eu mesma estou curiosíssima.
    Parabéns pelo texto rico, e por disponibilizar tal conteúdo maravilhoso. Espero poder ler muito mais! beijo grande .

    ResponderExcluir
  10. Zito!

    Reafirmo o que o pessoal falou antes de mim! Muito bacana a sua idéia de expressar suas impressões! Será um espaço rico, de fato!Obrigada por compartilhar com a gente!
    E sobre o filme, ele foi exibido no FICI- Festival Internacional de Cinema Infantil , que produzimos aqui em Sergipe em outubro do ano passado! Fiz a sessão-teste dele! Antes de fazê-la, Nara já havia me atentado para a obra-prima que ele era. Fiquei encantada ali mesmo, na sessão teste! Um filme tão rico em detalhes e nuances era digno de lotar a sessão de adultos para admirar, rs. A criançada ficou vidrada!
    Abração!

    ResponderExcluir
  11. Ivan, parabéns pela bela análise que fez do filme. Realmente é uma animação excelente. Ficarei aguardando as próximas.

    Bjo!!!

    ResponderExcluir
  12. Luana, eu lembro que Naraísa me indicou esse filme ano passado na UFS, disse que er aum filmasso! E de fato é. E você falou uma coisa que me chamou atenção - justamente as nuances do filme. Ele é muito rico, tem umas camadas de insterpretação mais profundas, mas é sutil. E isso me agrada muito num filme. Estória didáticas demais, que subestimam a inteligência de quem está vendo o filme, eu não curto não.

    Grande beijo!!

    ResponderExcluir
  13. Élica, muito obrigado pelo elogio, fico feliz porque sei que você é exigente! :D

    A intenção era essa mesmo! Veja mesmo o filme. Querendo, eu tenho aqui p vc ver com Lucas. :)

    Beijão!!

    ResponderExcluir
  14. Nara, valeu pelo comentário! :D - Gente, essa menina sabe muito de cinema. Tô me achando pelo comentário dela - rsrss

    ResponderExcluir
  15. Como ainda não assisti ao filme, comento a sua iniciativa:

    Leio por amizade, mesmo!

    A amizade é quem me proporcionou o acesso a este artista estanciano do mundo.

    Desempenha tudo o que toca com destreza e aprecia o belo, quer na música, quer na amizade, nas letras, nas imagens... quiçá numa Heineken!
    Parabéns pelo espaço, e espero que saia o nosso curta (estórias do busão) Rsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  16. Deison! A gente ainda faz isso, cara - rsrsrs. É um sonho meu, dar uma de cineasta -rsrs. Obrigado pelas palavras!

    E a Heineken! - ooooooopa, quero deixar essa vida. rsrsr

    ResponderExcluir